Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos – André Luiz

Postado por em Posts / Mensagens Espíritas

Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias
Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias

Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

1 – Disciplinar os próprios impulsos.

2 – Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3 – Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4 – Aceitar sem revolta a crítica e a reprovação.

5 – Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6 – Evitar as conversações inúteis.

7 – Receber o sofrimento o processo de nossa educação.

8 – Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9 – Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10 – Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.

Autor: André Luiz
Psicografia de Chico Xavier. Do livro: Paz e Renovação


GRUPO ESPÍRITA WHATSAPP
QUERO APOIAR ESPIRITIMO BRASIL

Leia Mais

História de Uma Sessão – André Luiz

Postado por em Posts / Mensagens Espíritas

Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias
Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias

História de Uma Sessão

Organizada a sessão de estudo evangélico, os Espíritos Benfeitores, através das doces intimações da prece, foram convidados à execução de regular empreitada.

– 520 orientações a companheiros doentes com especificações e conselhos técnicos.

– 50 passes magnéticos, em benefício de enfermos encarnados.

– 200 intervenções de socorro a entidades sofredoras, ausentes do corpo físico.

– 35 visitas de assistência a lares distantes.

– 150 notas socorristas para desligamento de obsessores e inimigos inconscientes.

E deviam ainda eliminar dois suicídios potenciais, evitar um homicídio provável, afastar as possibilidades de dois divórcios infelizes e ajustar mais de cem entendimentos, em favor da fraternidade, da harmonia e da reencarnação.

Em troca, os componentes da assembléia deviam dar de si mesmos um pouco de alegria, de fé viva, de sinceridade e de paciência, com algumas palavras de carinho e amizade para sustentarem o clima vibratório, necessário à realização das tarefas indicadas aos colaboradores que começaram a atuar.

Iniciada a empresa, porém, depois de alguns raros amigos haverem atendido heroicamente aos encargos que lhes competiam, eis que a reunião se veste de sombras.

O nevoeiro da ociosidade mental invadiu quase todos os departamentos da casa.

Dois prestimosos cooperadores passaram a visitar o pensamento dos companheiros encarnados, rogando concurso urgente, mas o silêncio e a inércia continuaram operando.

Consultados em espírito, com respeito à contribuição de que se faziam devedores, cada qual respondia a seu modo, falando mentalmente.

Um cavalheiro deu-se pressa em esclarecer que era ignorante e imprestável.

Um jovem tribuno do Evangelho afirmou-se doente e incapaz.

Um companheiro de serviço alegou que se sentia envergonhado e inapto para qualquer comentário construtivo.

Uma senhora perguntou se os Espíritos Amigos não poderiam solucionar os compromissos da sessão em cinco minutos.

Um lidador juvenil explicou que se sentia diminuído à frente dos mentores e experimentava o receio de falar sem brilho, depois deles.

Um antigo beneficiário solicitou a concessão de maca em que pudesse confiar-se ao repouso.

Um ouvinte preocupado adiantou-se consultando o relógio e bocejou entediado.

Uma robusta irmã pediu fosse colocada uma cadeira preguiçosa em lugar do banco áspero que a servia.

E quase todos, incluindo jovens e adultos, letrados e indoutos, necessitados ou curiosos, descansaram na improdutividade, acreditando que é sempre melhor observar sem responsabilidade, à espera do fim.

E a sessão, que deveria ser manancial cantante de bênçãos com alegria e paz, união e entendimento de corações fraternos e calorosos na fé, prosseguiu até a fase final, qual se os companheiros estivessem situados num velório de grande estilo, cercados pelo crepe arroeado da tristeza e do luto, queimando o incenso precioso do tempo em câmara mortuária.

Que entre nós, meus amigos, assim não aconteça.

Espiritismo é trabalho e confraternização.

Evangelho é amor e contentamento.

Sempre que desejardes a vitória do bem, auxiliai o bem e plantai-o.

Trazei até nós o concurso da boa vontade, que é a alavanca de todos os prodígios do progresso, enriquecendo-nos o santuário comum com os dons da saúde e da esperança, do otimismo e da fé.

Permutemos experiências e corações.

Amparemos-nos uns aos outros.

A nossa Doutrina Consoladora é Sol e não devemos esquecer que a vida é ação permanente, porque a inércia, em toda parte, é sempre a antecâmara da estagnação ou da morte.

Autor: André Luiz
Psicografia de Chico Xavier. Do livro: Apostilas da Vida


GRUPO ESPÍRITA WHATSAPP
QUERO APOIAR ESPIRITIMO BRASIL

Leia Mais

Texto Antidepressivo – André Luiz

Postado por em Posts / Mensagens Espíritas

Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias
Pro Franquias - Consultoria e Venda de Franquias

Texto Antidepressivo

Quando você se observar , à beira do desânimo , acelere o passo para frente , proibindo-se parar. 

Ore , pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras. 

Faça algo de bom , além do cansaço em que se veja. 

Leia uma página edificante , que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de idéias. 

Tente contato de pessoas , cuja conversação lhe melhore o clima espiritual. 

Procure um ambiente , no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos. 

Preste um favor , especialmente aquele favor que você esteja adiando. 

Visite um enfermo , buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas. 

Atenda às tarefas imediatas que esperam por você e que lhe impeçam qualquer demora nas nuvens do desalento. 
Guarde a convicção de que todos estamos caminhando para adiante , através de problemas e lutas , na aquisição de experiência , e de que a vida concorda com as pausas de refazimento das nossas forças , mas não se acomoda com a inércia em momento algum. 

Autor: André Luiz
Psicografia de Francisco Xavier. Do livro: Busca e Acharás


GRUPO ESPÍRITA WHATSAPP
QUERO APOIAR ESPIRITIMO BRASIL

Leia Mais